Meu irmão foi dormir, mas deixou o amigo dele pra tomar no cu.

Conto de Danyel como (Seguir)

Sabe aqueles dias que a gente está com aquela vontade de gozar? E o pior, sem nenhum lance pra descarregar todo leite disponível hehehe; até pensei que seria uma noite de pura punheta; mas não…

Era por volta de umas 21 horas, já estava sussa quando meu irmão e um carinha chega dando risada, eu estava sem camiseta na sala vendo televisão… fomos apresentado e pude reparar o jeito que ele me analisava, afinal sou um cara de 20 anos, puxo ferro mais não tenho corpo todo exagerado, mas na medida, tenho 1.80 de altura, peso 80 quilos, enho cabelo estilo exercito e sou moreno claro; quando não o amigo do meu manow estava me secando, em diversos momentos percebi que o cara ficava fitando e então dava uma mexida no saco e ai notava o desconforto dele em reparar.

Estava dando risada por dentro afinal poderia ser uma chance de esvaziar minha mamadeira, nunca fui ligado nestas paradas de sexualidade, tá dando mole toma mesmo, meto a rola sem dó…

Papo vai e papo vem a gente curtia a prosa, jogamos umas partidas de bozó e perdemos a noção do tempo, nossa mãe estava em viagem, era sempre assim a gente morava mais sozinhos que com ela, mas nem ligamos, respeitamos o quanto ela trabalha e o quanto luta e lutou para nos sustentar sozinha, afinal meu pai deu no pé faz um tempo.

Eu) – E ai man, vai dormir por aqui?

Heitor) – Nome dele é Caio!

Eu) – Falo do jeito que quero mané…

Caio) – Vocês dois relaxem, não briguem…

Eu) – Ele que fica pilhado com meu jeito de falar.

Heitor) – Parece um marginal…

Caio resolveu trocar de assunto para não rolar mais briga, mas parece que o cara ia capotar em casa mesmo; sem neura pedimos pizza e ficamos jogando até tarde; afinal era um sábado e domingo a gente estaria de boa…

Já era meia-noite:

Heitor) – Já vou dormir…

Caio) – Mas já? Estou sem sono.

Heitor) – Fica ai com Bruno jogando, eu vou dormir no quarto da minha mãe e você dorme no meu…

Eu) – Mostro depois para você onde é.

Caio) – Combinado!!!

Que maravilha, era raridade meu irmão dormir neste horário, geralmente a gente fica até depois das duas, era um sinal que tudo conspirava pra uma gozada legal.

Ficamos jogando umas partidas, então fui até a geladeira pegar algo para comer, e ao retornar notava ele só de olho em cada parte do meu corpo, então aproveitei a deixa e lancei a fita:

- Tá gostando do que tá vendo?

Ele ficou todo sem graça; eu tranquilão, nunca fui pilhado em jogar a real.

- Rlxxxx cara! Se quise só cair de boca!!

Dei aquela mexida no pacote deixando claro que tava lá pra ele, então ele não reagia a pedida.

- Será só entre eu e você manow; se me entende, só chegar aqui e aproveita, faz horas que tá analisando meu produto, então cai pra cá.

As luzes da casa estavam todas apagadas, tenhamos apenas a iluminação da televisão, eu sentado num sofá e o cara no chão, de frente pra mim e meu pau já estava duraço só de ver aquele carinha magro, branquinho e com uma boca vermelhinha. Putzzzz tava locão de tesão.

Eu) – E ai manow… vai me deixar assim?

Já balançava meu mastro fora da bermuda…

Nem demorou muito e ele veio se arrastando, chegando perto tocando no meu peru; ele não é grandão, tem 17 cm, mas mó grosso; cabeçona que dá destaque, Caio estava trêmulo ao sentir a pulsação do meu pau, olhava pra mim com cara de vontade misturado com medo.

Ele sentia minha mão passando pela sua nuca já direcionando pra minha piroca.

- Fica sussa… aproveita, ele é todo seu hoje…

Então sentia seus lábios encostar gostoso no meu pau, da cabeça as bolas aquele carinha agora se entregava a cena, chupava com volúpia, com vontade, de joelhos ele mamava ao mesmo tempo que passeava com as mãos em todo meu corpo, se afogava na minha geba e eu ali gemendo de prazer, afinal fazia hora que não recebia uma mamada responsa como aquela.

Segurei a cabeça dele e dale rola, meti na boca dele nervoso até sentir ele engasgar, era eu fazendo daquela boca meu fudedor, metia com vontade e estava louco pra fazer ele toma leite, mas não… tive uma vontade maior e deixando ele mamar enquanto metia a mão na bermuda dele e jáh estava lá, com dedindo pronto pra abrir o anel dele… aquele carinha estava louco de tesão, rebolava no meu dedo enquanto tinha uma rola na boca, era gostoso demais notar que iria tacar pau naquele magrinho; afundei dois dedos, ele quis reclamar de dor; mas meu carinho foi maior, encostei meus lábios no dele, só de relance…

- Calma!!! sente minha respiração que to laceando pra você aguentar a grossura da minha geba… você quer ela dentro de você?

Ele balançava a cabeça num sinal positivo.

Tirei dois dedos do toba dele e fiz ele lamber tudinho, chupar como se fosse meu pau ele obediente de tesão fazia…

Eu) – Aqui na sala é paia! Vamo pro meu quarto…

Fechei a porta e já apalpei a bunda dele, colado no meu corpo ele me apalpava desde bracos a peitoral, o carinha se divertia.

- Tá afim de tomar madeirada né>

Caio) – Desde quando te vi.

Joguei ele na cama e fui pra cima, ranguei a minha roupa e a dele e já maloquei meu pau nas suas nádegas pra ele sentir o pulsar, ia mordendo sua orelha e sussurrando ideias no ouvido dele.

- Vou por uma capa! Perae!

Já fui colocando camisinha na minha geba e logo dei umas dedadas no cuzinho dele, meti dois cuspe nervoso e cai pra cima.

- Relaxa o corpo que vou colocar… vai ir devagar e se doer me fala, vamos ficar paradinho até seu cu acostumar…

Só observava aquela bunda pequena, branquinha e aquele anelzinho a ser cutucado nessa noite, apontei a giromba e fui, passo por passo pondo dentro do toba dele.

Caio) – Ta doendo muito!!!

Estacionei, coloquei toda quentura do meu corpo ao dele, chequei bem perto dos lábios dele, encostei o meu, fiquei ali, só sentindo ele ofegante, pedi calma e chequei junto, dei um bônus, fiz ele me beijar com calma enquanto aos poucos ele gemia e recebia na bunda mais e mais centímetros atolando devagar e com beijo legal o carinha engolia tudo aos poucos, ainda ofegante mas com prazer…

Era a primeira vez que beijava um cara, mas não perderia um cuzinho tão apertado e gostoso como aquele por uma cena, fui curtindo cada situação quando vi que atolei tudo, cada centímetro deixei la estacionado por uns minutos, descolei da boca dele e pedi calma… fui dando o jed aos poucos, mexendo legal dentro dele, vai e vem calmo e gostoso, meu pau tomava umas piscadas do cuzinho dele, recebia legal a acelerada…

Acoplei ele pelos braços, ali em cima dele e toquei rola, acelerei aos poucos e fui… sentia meu cacete fazer o estrago dentro dele, comia legal e ouvia ele gemer, estalava as bolas quando chegava no talo, mandava ver sem dó.

Gemendo aquele carinha dava o cu com vontade, curtia o sobe e desce, dava umas cavucadas dentro do cu dele, da esquerda pra direita, fazia uma mexida legal dentro dele, até chegar num sobe e desce violento…

Aquele branquinho tomava madeirada legal, corpo a corpo eu fazia do seu toba meu fudedor, metia mesmo e ele gemendo, gostava do que recebia e pedias mais, não resisti, sai de cima dele e puxando suas ancas o coloquei de quatro e meti, afundei até as bolas, pica a dentro ouvia seu gritar de prazer, acelerei e fui, deixei um pé no chão e apoiei o outro na cama e toma pau, segurei ele pelas ancas com força e fui rasgando o cu por dentro, cavuquei o toba dele fazendo sentir minha rola em todos os lados da sua parede anal. Heheheheheehehehe meti com vontade, socada e mais socada, um prazer em ver aquele carinha tomar no cu legal.

Depois de deixar ele todo aberto com tanta rola no cu resolvi esvaziar minha pica; fazia tempo que segurava pra não gozar naquele rabo quente; tirei do cu dele e já notava ele cair na cama cansado, então fui por cima dele colocando o pau na sua cara, passava meus dedos nos seus lábios, curtia o rosto dele enquanto tocava uma bronha, quando senti que minha porra ia sair atolei na boca dele e só curtia ele tomar jatos e jatos de leite sem reclamar, tomava tudo, cada gota… gozava gostoso.

FIM

AUTOR = Daniel

Agora você pode SEGUIR Contos de Daniel no Instagram e ficar por dentro das novidades.

Comentários

Há 1 comentários.

Por geomateus em 2018-05-02 15:41:46
continua,gostei muito.